Cleonices

coisas da cleo

Arquivo da tag: fitness

Depois daquela empolgação para malhar antes do alto verão e do Carnaval, muita gente perde um pouco o pique de ir para a academia. A rotina entendia, os resultados começam a demorar mais para surgir, e a motivação vai se esgotando.

Para nos ajudar nesse processo de motivação diária, Eduardo Netto, diretor-técnico da Bodytech, dá 14 dicas muito legais. Veja:

Interessa - Belo Horizonte, Mg . Piloxing . Mistura de boxe , pilates e danca que chegou recentemente as academias . Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 16.11.15

Créditos: Leo Fontes

1. LEMBRE-SE QUE EXERCÍCIO É SAÚDE

Tenha sempre em mente que, além de ajudar você a entrar no jeans, praticar uma atividade física traz uma série de benefícios físicos e mentais. Ajuda a diminuir o colesterol, contribui para afastar o risco de infarto, derrame e osteoporose, libera substâncias que dão sensação de bem-estar e dá mais disposição.

2. CONVIDE ALGUÉM

Chame um amigo ou amiga para irem juntos à academia. Um vai estimular o outro. A prática nos mostra que os que treinam sozinhos tendem a não cumprir uma rotina quando comparado aos que se exercitam em companhia de amigos ou parceiros.

3. CAIA NA REDE

Entre para uma comunidade nas redes sociais ou um grupo de chat voltado à corrida, malhação ou emagrecimento. Pode ser altamente estimulante trocar ideias e experiências com outros internautas sobre treinos e alimentação. Cada academia Bodytech, por exemplo, possui uma comunidade própria no Facebook para a troca de informações.

4. FAÇA AVALIAÇÃO FÍSICA PERIÓDICA

Quando achar que seu corpo estacionou, apesar de dar duro no treino, faça uma avaliação física. O exame especializado, que inclui a medição do percentual de gordura corporal, por exemplo, vai mostrar seu progresso em números.

5. ESTIPULE UM HORÁRIO E CRIE O HÁBITO

Estabeleça um horário fixo para treinar. Isso cria um hábito que impede que você arrume (ou invente) compromissos que impeçam a ida à academia. Depois de o hábito estabelecido, você pode ter um pouco mais de flexibilidade. Durma mais cedo, aproveite mais sua noite de sono e, consequentemente você conseguirá acordar mais cedo, alimentar-se melhor e começar aos poucos acrescentar uma rotina de exercícios físicos.

6. CRIE SUA TRILHA SONORA

Estudos mostram que, quando você ouve música bacana, seu treino rende mais, o tempo passa rápido e a sensação de sofrimento é menor.

7. FOTOGRAFE O ANTES E DEPOIS

Tire uma foto de biquíni ou sunga, outra depois de 45 dias, e compare as duas. Se perceber a evolução, comemore; caso não note muita diferença, esforce-se para treinar mais e melhor.

8. INVISTA NO VISUAL

Investir em acessórios e em roupas bacanas para se exercitar pode até não ser um grande motivador, mas sempre traz uma disposição a mais para os treinos.

9. FIQUE POR PERTO

Matricule-se numa academia perto de casa ou do trabalho. Isso evita que você desanime só de pensar em enfrentar um longo trajeto para se exercitar. Sem falar do tempo que economiza em não se enredar em congestionamentos.

10. RECRUTE UM PERSONAL TRAINER

Ele vai dedicar atenção especial a você, criar um treino adequado ao seu objetivo e ensiná-lo a tirar o máximo dos exercícios e dos aparelhos. Saber que está pagando pelo serviço é outro estímulo para não dar um perdido no compromisso.

11. ENCONTRE-SE NA ACADEMIA

Musculação não é a única opção para quem quer adotar uma rotina de exercícios, ganhar força e resistência muscular ou perder peso. É preciso encontrar uma modalidade de que você realmente goste e com a qual sinta afinidade; assim, você terá mais prazer ao treinar e, provavelmente, conseguirá manter a disciplina necessária para alcançar seus objetivos.

12. APOSTE NO OUTDOOR

Alguns alunos se sentem desestimulados quando treinam a semana toda dentro de um lugar fechado. É importante que as academias estimulem atividades outdoor para tirar os alunos da mesmice e os colocar em contato com a natureza.

13. COMBATA A MONOTONIA

Às vezes, a falta de motivação é consequência da repetição da mesma atividade. As academias e seus cardápios amplos de possibilidades podem ajudar muito nesse quesito. Musculação, danças, lutas, natação, indor cycle são algumas das atividades que você pode revezar durante a semana e dar adeus ao tédio.

14. NÃO FAÇA O QUE DETESTA

Sempre que começar a não gostar de um treino, troque. Isso também vale para os aparelhos. Se você não gostar de treinar em determinada máquina, peça a seu professor que substitua o exercício por outro similar executado com peso livre ou em outro equipamento.

Há uma sabedoria popular que diz que o ano no Brasil começa apenas após o carnaval.  Então, passada a folia, é hora de retomar os planos para o ano e começar a trabalhar neles. Para quem prometeu fazer alguma atividade física neste 2016, Eduardo Netto, diretor-técnico da Bodytech, selecionou 14 truques para não perder o pique e nem desanimar:

1. LEMBRE-SE QUE EXERCÍCIO É SAÚDE

Tenha sempre em mente que, além de ajudar você a entrar no jeans, praticar uma atividade física traz uma série de benefícios físicos e mentais. Ajuda a diminuir o colesterol, contribui para afastar o risco de infarto, derrame e osteoporose, libera substâncias que dão sensação de bem-estar e dá mais disposição.

2. CONVIDE ALGUÉM

Chame um amigo ou amiga para irem juntos à academia. Um vai estimular o outro. A prática nos mostra que os que treinam sozinhos tendem a não cumprir uma rotina quando comparado aos que se exercitam em companhia de amigos ou parceiros.

3. CAIA NA REDE

Entre para uma comunidade nas redes sociais ou um grupo de chat voltado à corrida, malhação ou emagrecimento. Pode ser altamente estimulante trocar ideias e experiências com outros internautas sobre treinos e alimentação. Cada academia Bodytech, por exemplo, possui uma comunidade própria no Facebook para a troca de informações.

4. FAÇA AVALIAÇÃO FÍSICA PERIÓDICA

Quando achar que seu corpo estacionou, apesar de dar duro no treino, faça uma avaliação física. O exame especializado, que inclui a medição do percentual de gordura corporal, por exemplo, vai mostrar seu progresso em números.

5. ESTIPULE UM HORÁRIO E CRIE O HÁBITO

Estabeleça um horário fixo para treinar. Isso cria um hábito que impede que você arrume (ou invente) compromissos que impeçam a ida à academia. Depois de o hábito estabelecido, você pode ter um pouco mais de flexibilidade. Durma mais cedo, aproveite mais sua noite de sono e, consequentemente você conseguirá acordar mais cedo, alimentar-se melhor e começar aos poucos acrescentar uma rotina de exercícios físicos.

6. CRIE SUA TRILHA SONORA

Estudos mostram que, quando você ouve música bacana, seu treino rende mais, o tempo passa rápido e a sensação de sofrimento é menor.

7. FOTOGRAFE O ANTES E DEPOIS

Tire uma foto de biquíni ou sunga, outra depois de 45 dias, e compare as duas. Se perceber a evolução, comemore; caso não note muita diferença, esforce-se para treinar mais e melhor.

8. INVISTA NO VISUAL

Investir em acessórios e em roupas bacanas para se exercitar pode até não ser um grande motivador, mas sempre traz uma disposição a mais para os treinos.

9. FIQUE POR PERTO

Matricule-se numa academia perto de casa ou do trabalho. Isso evita que você desanime só de pensar em enfrentar um longo trajeto para se exercitar. Sem falar do tempo que economiza em não se enredar em congestionamentos.

10. RECRUTE UM PERSONAL TRAINER

Ele vai dedicar atenção especial a você, criar um treino adequado ao seu objetivo e ensiná-lo a tirar o máximo dos exercícios e dos aparelhos. Saber que está pagando pelo serviço é outro estímulo para não dar um perdido no compromisso.

11. ENCONTRE-SE NA ACADEMIA

Musculação não é a única opção para quem quer adotar uma rotina de exercícios, ganhar força e resistência muscular ou perder peso. É preciso encontrar uma modalidade de que você realmente goste e com a qual sinta afinidade; assim, você terá mais prazer ao treinar e, provavelmente, conseguirá manter a disciplina necessária para alcançar seus objetivos.

12. APOSTE NO OUTDOOR

Alguns alunos se sentem desestimulados quando treinam a semana toda dentro de um lugar fechado. A Bodytech tem algumas atividades outdoor para tirar os alunos da mesmice e os colocar em contato com a natureza.

13. COMBATA A MONOTONIA

Às vezes, a falta de motivação é consequência da repetição da mesma atividade. As academias e seus cardápios amplos de possibilidades podem ajudar muito nesse quesito. Musculação, danças, lutas, natação, indor cyclesão algumas das atividades que você pode revezar durante a semana e dar adeus ao tédio.

14. NÃO FAÇA O QUE DETESTA

Sempre que começar a não gostar de um treino, troque. Isso também vale para os aparelhos. Se você não gostar de treinar em determinada máquina, peça a seu professor que substitua o exercício por outro similar executado com peso livre ou em outro equipamento.

 

Com a chegada do verão e o aumento natural da exposição dos corpos nas praias e piscinas, sempre há quem entre em crise com alguma gordurinha e queira fazer uma “ação de emergência” para tentar eliminá-las a qualquer custo. Essa ansiedade, que nem sempre é acompanhada por um profissional, aliada ao desejo de resultados rápidos e milagrosos, acaba resultando em atitudes ou hábitos não saudáveis e até perigosos. O coordenador fitness da Bodytech, Igor Ravaiani, elencou os erros mais comuns cometidos por quem quer resultados rápidos:

Se matricular e fazer todas as aulas (de todos os tipos, uma seguida da outra)

Pessoas que não viram o tempo passar e decidem iniciar uma rotina de atividades físicas perto do verão tendem a querer fazer diversas aulas ou malhar por horas para conseguir seus objetivos. Segundo Igor, isso é facilmente perceptível  no aumento de matrículas nas academias em outubro/novembro. “Essa prática pode levar a diversos problemas e não é sequer recomendada a quem já treina há algum tempo”, conta.

4675 - Professores de Indoor Cycle Roberto Botrel (roupa azul) e Johny Oliveira

Não dar descanso para recuperação muscular

O repouso é fundamental para quem quer resultados. “Quando se trata de atividades físicas, o mais pode ser menos. O exagero além de não trazer melhores resultados poderá gerar lesões músculo-esqueléticas e gerar o catabolismo muscular, que é a perda de massa magra e não de gordura”, pondera o especialista.

Seguir a ficha da blogueira

Com a ascensão das “musas fitness” nas redes sociais, um número maior de pessoas passou a ter acesso a informações e dicas sobre a rotina delas.  Ao mesmo tempo que estimula hábitos mais saudáveis, isso se torna algo muito sério, uma vez que as pessoas costumam copiar seus treinamentos sem critérios. “O maior problema está onde as pessoas não têm acesso a professor de educação física e por isso fazem o que quiser. O objetivo é ter um corpo igual ao da blogueira.  Querem fazer imprudentemente o treino ditado por elas, sem orientação, sem uma avaliação prévia, colocando a saúde em risco”, alerta Igor, que pondera que essa mentalidade dentro da academia é menos danosa. “O bom profissional convencerá a cliente de agir de forma correta ou mais prudente”.

DSC04669

Aeróbico em jejum

Não é extremamente proibido fazer atividade aeróbica ao acordar, antes do desjejum, mas, conforme explica o educador físico, essa prática é destinada a um perfil específico e acabou se tornando hábito de muitas pessoas, que começaram a fazê-la de forma imprudente e sem conhecimento. “A aerobiose em jejum vem atrelada a uma série de detalhes quanto à sua aplicação, depende para quem e quando, do seu nível de treinamento, entre outros e por isso se tornou um problema, pois não é para qualquer um”. Igor explica que é muito comum se basear na ideia de que sem se alimentar haverá uma perda maior de gordura corporal, mas não é bem isso que acontece. “Essa escolha pode levar a uma hipoglicemia, induzindo a tonturas, náuseas, vômitos e desmaios.  O ideal ainda é que se tome um café da manhã enérgico, recompondo suas reservas e vá treinar o aeróbico”, conclui.

piloxing-boxe-danca-pilates

Muito tem se falado sobre outras modalidades de atividade física que fogem da tradicional musculação. O yoga, por exemplo, que antes era procurado apenas por praticantes de meditação e espiritualidade, tem ganhado espaço. E, pesquisando sobre o assunto, a gente percebe que ele ultrapassa o relaxamento. Com o passar dos anos, a atividade se tornou uma das mais requisitadas por quem busca aprimorar o equilíbrio, ter mais flexibilidade e força, além de melhorar a qualidade de vida, já que ajuda na respiração e na postura.

A prática também favorece as pessoas a conhecerem melhor o próprio corpo e descobrir músculos e estruturas que muitas vezes não eram percebidos. Além disso, é possível usar melhor os limites corporais, se tornar mais eficiente em outros exercícios e diminuir o risco de lesões. O yoga ainda diminui gradualmente as dores mais comuns, uma vez que os exercícios são ideais para corrigir a postura. Promover uma respiração mais completa – que ajuda a relaxar e controlar o sistema nervoso – é outra grande vantagem. O professor de yoga da Bodytech Savassi, Alexandre Abreu, explica que os benefícios são tantos que às vezes fica difícil enumerá-los.  “O yoga promove autoconhecimento e, com isso, desperta no indivíduo a necessidade de buscar maior qualidade de vida e adquirir hábitos mais saudáveis”, explica.

Para quem busca equilíbrio mental, este tipo de atividade reduz os níveis de stress e ansiedade e promove concentração, relaxamento e uma sensação intensa de bem-estar.

A união entre corpo e mente fica potencializada originando sensações de serenidade, conforto, autoconfiança e uma maior percepção de si e dos outros.

E o mais legal: as grávidas também podem fazer yoga. A prática favorece a oxigenação da mãe e do bebê; melhora a circulação sanguínea minimizando os inchaços e varizes, e fortalece os músculos mais importantes para o momento do parto. Sem falar que ajuda a prevenir as dores nas costas, já que corrige a postura. Para as crianças, os benefícios também são muitos. Promove o relaxamento, a concentração, estimula a criatividade, a autoestima e o bem-estar. Melhora ainda a coordenação motora e fortalece o sistema imunológico.

Boa dica para quem quer sair do sedentarismo em 2016 mas não gosta da rotina de levantamento de peso ou aulas aeróbicas.

Os sucos funcionais são formas ótimas de unir bem estar e beleza. Unindo ingredientes que suprem determinadas necessidades do corpo, essas bebidas são muito nutritivas, além de ajudar a refrescar nos dias mais quentes. A dica é, sempre que possível, ingerir o suco imediatamente após o preparo,  sem coar e adição de açúcar, para garantir o aproveitamento total dos benefícios das matérias-primas. Veja uma lista de opções de sucos para quem quer arrasar no verão incluir na rotina desde já!

food-healthy-morning-cereals

Para acelerar o bronzeado

½ cenoura pequena

50g de salsinha

¼ de manga

200 ml de água de coco

Para desintoxicar

1 folha de couve

1 fatia de abacaxi

4 colher de sopa de salsinha

100ml de água de coco

1 lasca de gengibre

Calmante

Meio copo d’água

2 folhas de alface

A polpa de dois maracujás

Uma colherzinha de açúcar mascavo, se necessário

Acelerar metabolismo

1 rodela de abacaxi

2 rodelas de beterraba

1 pedaço pequeno de cenoura

Suco de 1⁄2 limão

1 folha de couve

Os benefícios de cada um:

Laranja: antioxidante, atua na renovação do colágeno.

Abacaxi: favorece a digestão.

Vegetais verde-escuros: contêm vitaminas C e do complexo B, ferro e selênio, que promovem bem-estar e previnem o acúmulo de líquidos.

Gengibre: é anti-inflamatório e acelera o metabolismo.

Pepino: a ação diurética combate o inchaço e elimina toxinas.

Cenoura: fonte de vitamina A e betacaroteno.

Alface:  auxilia no combate à insônia.

Maracujá: excelente calmante.

Beterraba: ajuda a desintoxicar o organismo e age no fortalecimento do sistema imunológico.

Salsinha: rica em muitas vitaminas vitais, incluindo a vitamina C e B 12.

A chegada das temperaturas mais altas e a busca pela melhor forma para exibir os corpos no verão já estão lotando as academias. A preocupação com a roupa correta para vestir em cada atividade vai muito além da estética. Isso porque uma roupa inadequada gera incômodo e essa falta de conforto pode prejudicar a prática esportiva. Por isso é importante escolher looks de moda fitness que prezem por peças confortáveis, que modelam a silhueta e deixem homens e mulheres prontos para arrasar durante e depois da malhação.

Quando falamos em roupa de academia, logo imaginamos aquelas tão famosas leggings combinadas com largas camisetas, certo? Errado. Se preocupar com as peças de roupas usadas na hora da atividade não é frescura. A roupa certa pode melhorar seu desempenho e evitar situações de riscos, como a desidratação.

O primeiro fator que deve ser levado em consideração ao escolher o look fitness, é o grau de conforto que ele vai proporcionar. Mas isso não quer dizer que você deve pegar o primeiro camisetão velho que encontrar no armário. Confira as peças mais indicadas para se usar nas atividades mais bombadas do momento:

Spinning

PMG Lingerie-308

Febre entre quase todas as academias, as pedaladas indoors caíram no gosto dos viciados em endorfina. Mas as mulheres devem ficar atentas à produção, como ensina a professora da Bodytech, Johny Oliveira. “Evitem shorts muito curtos, pois podem causar assaduras entre as pernas”, diz. Uma boa opção é investir nas bermudas ciclistas nos dias quentes ou nas calças leggings, nos dias mais frios. Combine com regatas soltinhas de diferentes cores.

Zumba

PMG Lingerie-320

A dança vem conquistando adeptos de todas as idades pelas academias do mundo. O exercício, que mistura movimentos aeróbicos com ritmos e coreografias latinas pode queimar até mil calorias por aula. “Os treinos melhoram a resistência, maximizam a queima de gorduras localizadas e beneficiam o condicionamento cardiovascular”, explica a professora da modalidade Giselle Kury. Portanto, prepare-se para sair molhada de suor. Opte por roupas de tecidos leves. O combo short-saia, inspiradas nas jogadoras de tênis, são boas escolhas, pois além de serem confortáveis, dão feminilidade para a mulher se arriscar nos passos de dança na sala de aula.

Muay Thuai

PMG Lingerie-310

As mulheres invadiram o ringue! As artes marciais deixaram, definitivamente, de serem vistas como uma atividade masculinizada para conquistar de vez a atenção de muitas mocinhas em busca de mais saúde e corpo sarado. Como em outras lutas, a prática tailandesa também possui sua própria vestimenta. Além dos protetores bucais, luvas, ataduras e caneleiras, o short é item necessário para a prática do muay. “Mas os iniciantes podem optar por peças confortáveis para as primeiras aulas. Escolha aqueles modelos de elástico que não passam da metade da coxa. Cavas laterais ajudam ao esticar as pernas e facilitam na hora de encaixar os golpes”, explica o mestre Leandro Lamarca.

Ballet Fitness

PMG Lingerie-313

Uma aula diferente. Assim pode ser definida a dança que vem invadindo as academias de ginástica: o ballet fitness. Apesar de ter ganhado destaque recentemente, a modalidade foi criada há 22 anos, pela professora Betina Dantas. “A prática ajuda a trabalhar a postura, melhora o tônus muscular, a flexibilidade, a respiração e o equilíbrio”, conta Cristina Albuquerque. Por ter muitos elementos inspirados na dança clássica, as alunas costumam se vestir como próprias bailarinas modernas. Abuse de bodys combinados com shorts e leggings. A peça garante segurança para a realização dos movimentos.

Ioga

PMG Lingerie-317

Arma contra a ansiedade, a ioga é conhecida pela prática de exercícios e a meditação para trabalhar o corpo e a mente. Por possui dezenas de posições que exigem elasticidade, a professora Alexandre Abreu, indica o uso de calças mais largas. “Pode ser um moletom ou um training. Quanto mais à vontade o aluno estiver com ele mesmo, incluindo suas vestimentas, melhor será o resultado da ação”, conta.

Musculação

PMG Lingerie-309

Como a atividade não depende de muitos movimentos, as alunas podem escolher os modelos de macacões e macaquinhos para puxar ferro. Os shorts mais larguinhos de tactel surgem também, pois além de práticos para compor um look, ajudam a diminuir os quadris. As mulheres que tiverem o hábito de correr na esteira devem ficar atentas à escolha do top. “Ele tem que ter uma boa sustentação e, o ideal, é que não seja nem de abotoar ou amarrar”, explica a instrutora Suzana Castro.

A moda buscou referências no esporte para criar modelagens que mesclam conforto e sensualidade. Shorts estilorunner, sobreposições e jaquetas bomber são algumas das peças que receberam novas interpretações para compor produções cheias de personalidade.

Os estilistas Stella McCartney e Jeremy Scott apostaram na tendência e criaram coleções super badaladas para a marca esportiva Adidas. Enquanto McCartney imprimiu o seu minimalismo contemporâneo na linha de yoga, Scott levou a sua ousadia para a coleção baseada no streetwear. O sucesso do resultado provou que o flerte da moda e do esporte só poderia dar certo.

Aqui no Brasil, buscamos inspirações nas academias para compor a coleção de inverno Street Art. Calças justas, que lembram as tradicionais leggings, ganharam nova roupagem nesta estação. Combinadas com blusas e camisetas, as peças são ideais para um happy hour com amigos. “É importante lembrar que o sportwear não é sair com a mesma roupa que usamos para malhar. A moda adaptou e inspirou seja em tecidos, modelagens ou padronagens para trazer essas referências na roupa casual e até mesmo na moda festa”, explicou a consultora de moda, Ana Luiza Ballesteros.

Cleo-13

Cleo-52

Fotos: Márcio Rodrigues